quarta-feira, abril 28, 2010





“Toda religião que, em nome de uma ordem espiritual, impõe sobre o corpo um regime de sistemática repressão, tende a produzir personalidades neuróticas”.
Rubem Alves

Por Amor do Seu Nome


De maneira alguma, te deixarei, nunca te abandonarei.

Hebreus 13:5


Os antigos israelitas se reuniram em Gilgal para a coroação de Saul como seu primeiro rei (1 Samuel 11:15). O Senhor não estava contente que Seu povo tivesse pedido um rei, ainda assim nesta ocasião Samuel disse estas palavras: “Pois o SENHOR, por causa do seu grande nome, não desamparará o seu povo, porque aprouve ao SENHOR, fazer-vos o seu povo” (1 Samuel 12:22).

Nós também somos o povo especial do próprio Deus se já confiamos em Jesus como Salvador (1 Pedro 2:9). Ele não vai nos desamparar embora saiba que vamos desapontá-lo. Ele sabe como somos – pecadores, fracos e frágeis. Jesus sabia disso antes de nos chamar e nos atrair para Ele. Não vai nos desamparar embora saiba que vamos desapontá-lo. Ele sabe como somos – pecadores, fracos e frágeis. Jesus sabia disso antes de nos chamar e nos atrair para Ele. A certeza da nossa salvação não está em nós mesmos, mas no caráter de Deus (1 João 5:20). Ele nos guardará até o fim.

Isto não nos dá uma desculpa para continuar a pecar. Paulo disse: “De modo nenhum! Como viveremos ainda no pecado, nós os que para ele morreremos?” (Romanos 6:2). As nossas escolhas realmente refletem o caráter de Deus, nosso testemunho no mundo e nossa comunhão com Ele. Contudo, Deus jamais rejeitará Seu povo, aqueles que são verdadeiramente Seus. O Senhor não pode e não vai abandonar aqueles que lhe pertencem (Hebreus 13:5).

Podemos descansar sossegados. Quem é salvo por Deus, Ele guarda – por amor do Seu maravilhoso nome!

FONTE:

David H. Roper

Nosso Andar Diário – Ministério RBC

segunda-feira, abril 26, 2010


"Deus não se torna maior se você
O reverencia,
mas você se torna
maior se O serve.".

Agostinho de Hipona

domingo, abril 25, 2010





Não sabemos o valor e a importância que cada minuto tem. O tempo é a cura para muitos de nossos problemas, tentamos segurar-lo e fazer com que ele não passe, mas o amanhã se torna ontem num piscar de olhos, como a areia, que passa entre nossos dedos e o vento leva para um passado distante. Não é possível recuperar o que se foi, mas é sábio reciclar a experiência que se teve e espremer a fruta até a última gota.



Não me parece livre um homem que não se permite passar algum tempo sem fazer nada.

Cícero

sexta-feira, abril 23, 2010


Ter ao Cristo, como o principal convidado em nossa vida, é saber que tudo pode recomeçar, não importa o que aconteça.

No jardim aqui de casa temos um pequeno arbusto, não sei ao certo seu nome, mas as lagartas fizeram a festa e deixaram-na sem nenhuma folha. Minha esposa desistiu dela, mas eu olhei com um olhar diferente e fui catando uma por uma, pacientemente. Resultado, no final de poucos dias ele já estava florindo novamente. Há esperança, quando se tem a seiva da vida. JESUS!

quinta-feira, abril 22, 2010





Todas as estações trazem um motivo para alegrar-se.

Ansioso pela primavera

sei que nada há melhor para o homem do que regozijar-se e levar vida regalada.
Eclesiastes 3:12

Foi um inverno longo e frio e estou ansiosa por um clima quente. Estou cansada de ver árvores desfolhadas e folhas marrons e sem vida cobrindo o chão. Meu desejo é ver as flores silvestres brotando entre as folhas mortas e observar as florestas se tornando verdes novamente.

No entanto, enquanto aguardo a minha estação favorita, ouço a voz da minha mãe dizendo: “Não viva somente desejando o que não tem”.

Se você é como eu, às vezes você se ouve dizendo: “Quando tal coisa acontecer, então eu… ou, e se tal pessoa fizesse isto, então eu faria aquilo… ou eu seria feliz se… ou eu ficaria satisfeito quando…”.

Ao esperarmos por algum benefício futuro, esquecemos que todo o dia – independentemente do clima ou das circunstâncias – é um presente de Deus para ser usado para Sua glória.

De acordo com o escritor Ron Ash: “Estamos onde precisamos estar e aprendemos o que precisamos aprender. Permaneça na rota, pois aquilo que vivenciamos hoje nos levará onde Ele precisa que estejamos amanhã.

Em todas as estações existem um motivo para alegrar-se e uma oportunidade de fazer o bem (Eclesiastes 3:12). O desafio diário para cada um de nós é encontrar alguma razão para alegrar-se e algum bem a fazer – e então fazer as duas coisas.

FONTE:Julie Ackerman Link

Nosso Andar Diário – Ministério RBC


A pessoa... que busca resultados rápidos ao plantar sementes das boas obras ficará decepcionada. Se eu quiser batatas para o jantar de amanhã, não adianta plantar sementes de batatas esta noite.
Há longos períodos de escuridão, invisibilidade e silêncio que separam o plantio da colheita. Durante os períodos de espera estão a sachadura e o cultivo, assim como a formação e plantação de outras sementes.
Where Your Treasure Is

terça-feira, abril 20, 2010


"Fazei e guardai, pois, tudo quanto eles vos disserem, porém não os imiteis nas suas obras; porque dizem e não fazem".
Mateus 23:3

Uma mulher em Oregon foi pega dirigindo a 165 km por hora com o neto de dez anos de idade no carro. Quando foi parada pelos policiais, ela lhes disse que estava apenas tentando ensiná-lo a jamais dirigir em alta velocidade. Suponho que ela queria que ele fizesse o que ela dizia, não o que ela fazia.

Parece que os fariseus e doutores da lei tinham um problema semelhante. Jesus fazia um juízo mordaz a respeito deles: Eles estavam espiritualmente falidos. Jesus considerava estes dois grupos diretamente responsáveis por esta triste condição espiritual. Como sucessores daquele que entregou a lei, Moisés, eles eram responsáveis por explicar a lei para que o povo andasse nos caminhos de Deus e tivessem um relacionamento vibrante e genuíno com o Senhor (Deuteronômio 10:12-13).

Contudo, a sua interpretação pessoal e aplicação da lei tornaram-se mais importantes que a lei de Deus. Eles não praticavam o que pregavam. O que eles realmente observavam era feito não para glorificar a Deus, mas para honrar a si mesmos. Jesus revelou quem eles eram – administradores de imagem, exibicionistas e hipócritas.

A prova de que verdadeiramente estamos seguindo Jesus não está apenas no que dizemos, mas em nosso estilo de vida. Estamos compartilhando a Palavra de Deus e fazendo o que ela diz? Sejamos modelos em palavras e atitudes daquilo que significa segui-lo.

FONTE:

Marvin L. Williams

Nosso Andar Diário – Ministério RBC

segunda-feira, abril 19, 2010


O Quarto

A vida, às vezes, se parece com um enorme quarto vazio,
com as paredes brancas e uma grande janela.
Quando nascemos começamos a preencher esse quarto com alguns móveis,
um pouco de alegria pendurado na parede,
algumas paixões em cima do criado-mudo,
umas decepções ao lado do armário...
Aparecem algumas pessoas com outros móveis,
uma mentira no canto,
uma inveja perto da janela,
um abraço amigo perto da porta...
Temos a opção de jogar pela janela as coisas que não nos agradam,
encher o quarto com mais felicidade,
mas a preguiça e a falta de iniciativa
fazem com que a gente se acomode com o jeito que o quarto está
ou deixamos outras pessoas mobiliarem o quarto para gente,
ou o quarto não fica como a gente quer,
às vezes acabamos cometendo erros,
jogamos fora algo de bom
e só nos damos conta de quanto aquilo era bom
quando não podemos mais recuperá-lo.
Com o tempo vamos aprendendo escolher melhor os móveis,
recusar a ajuda de pessoas mal intencionadas
e o quarto fica confortável
para que nós passemos o resto de nossa estadia por lá.
O tempo passa até chegar o dia da grande mudança
e desse quarto não podemos levar nada,
a não ser as lembranças dos bons móveis,
o aprendizado
e um único terno.


O caráter consiste no que você faz na terceira ou quarta tentativa.

James Michener


O quarto secreto

O que vos digo às escuras, dizei-o a plena luz…
Mateus 10:27

As pessoas têm algumas necessidades que são profundamente aflitivas. O poeta Alfred Tennyson, após a morte de um amigo muito querido disse: “Jamais a manhã encontrou a noite, no entanto alguns corações se partiram com a despedida”.

Algumas vezes nos encontramos conversando com amigos que estão com o coração partido e podemos nos sentir perdidos sem saber o que dizer. Como podemos “dizer boa palavra ao cansado” como diz em Isaías 50:4?

Dizer às pessoas que os professores nos ensinam pode ter algum impacto sobre elas. Porém, as palavras mais úteis e persuasivas são ditas por aqueles que são ensinados pelo próprio Senhor.

Por essa razão é essencial sentarmo-nos aos pés de Jesus e aprender dele. Quanto mais recebermos dele, mais teremos para dar aos outros. George MacDonald ilustra este tempo com o Senhor como se tivéssemos “um quarto no próprio Deus”. Ele continua: “Ao sair [desse] recinto… o homem deve trazer revelação e força para seus irmãos. É para isso que ele foi criado”.

É através do estudo reflexivo da Bíblia acompanhado de oração, leitura e meditação silenciosa, que Deus fala aos nossos corações. Ele nos dá “a língua de eruditos” (Isaías 50:4) para que tenhamos algo para compartilhar com aqueles que estão nas profundezas do desespero.

FONTE:David H. Roper

Nosso Andar Diário – Ministério RBC

domingo, abril 18, 2010


O primeiro ponto de sabedoria é conhecer a verdade; o segundo, discernir a falsidade.
(autor ?)

"… combate […] o bom combate, mantendo fé e boa consciência, porquanto alguns, tendo rejeitado […] vieram a naufragar".
1 Timóteo 1:18-19

Uma leitura errada

William Scoresby era um explorador marítimo do século 19, que respondeu ao chamado de Deus para o ministério. Mesmo sendo pároco, continuou interessado no funcionamento das bússolas de navegação durante o seu trabalho. A sua pesquisa o fez descobrir que todos os navios recém-construídos em ferro, recebiam influência magnética sobre suas bússolas. Esta influência variava no mar por muitos motivos – permitindo que as tripulações lessem dados incorretos na bússola. Muitas vezes estas leituras causavam desastres.

Há um paralelo evidente entre a leitura incorreta da bússola e o ensino bíblico falso. Em 1 Timóteo 1, Paulo advertiu sobre as “fábulas e genealogias sem fim” (1 Timóteo 1:4) – mudanças feitas pelo homem nas doutrinas da Palavra de Deus. Pessoas que ensinam falsas doutrinas “vieram a naufragar”, concluí Paulo (1 Timóteo 1:19). Himeneu e Alexandre opuseram-se à Palavra de Deus substituindo-a por falsas doutrinas e, portanto, enfrentaram o naufrágio espiritual (1 Timóteo 1:20).

A verdade bíblica está sendo questionada e em alguns casos até mesmo substituída na igreja atual. As nossas opiniões jamais devem substituir a verdade da Palavra de Deus. A Bíblia, e não as opiniões errôneas dos homens sobre ela – é o guia definitivo para nossa consciência ao navegarmos pelos mares transformadores da vida. Proteja-se contra leituras danosas.

FONTE:

H. Dennis Fischer

Nosso Andar Diário – Ministério RBC

sábado, abril 17, 2010


… [O amor] não procura os seus interesses…
1 Coríntios 13:5

Amadurecendo o Amor

Um jovem disse ao seu pai: “Papai, eu vou me casar”.

“Como você sabe que está pronto para casar, Ronaldo?” perguntou o pai. “Você está apaixonado?”

“Com certeza”, ele respondeu.

O pai então perguntou: “Ronaldo, como você sabe que está apaixonado?”

“Na noite passada enquanto dava um beijo de despedida em minha namorada, o cachorro dela me mordeu e não senti dor qualquer até chegar a casa!”

Ronaldo tem aquele sentimento de amor, mas ainda tem muito a crescer. Vernon Grounds, um antigo escritor do Nosso Andar Diário que foi casado por mais de 70 anos, compartilha estes itens sobre como crescer em amor:

Medite sobre o amor de Deus em Cristo. Reflita sobre como Ele entregou sua vida por você. Leia a respeito dele nos evangelhos e lhe agradeça.

Ore pelo amor de Deus. Peça-lhe pela compreensão do Seu amor e para que o ensine a vivenciá-lo em seus relacionamentos com seu cônjuge e com as outras pessoas (1 Coríntios 13).

Pratique o amor de Deus. Entregue-se. Um recém-casado me disse que acha que o amor é prático. Ele declarou: “A minha responsabilidade é facilitar a vida para a minha esposa”. O outro lado mais difícil do amor é desafiar-nos uns aos outros a agirmos de maneira piedosa.

O amor crescerá quando refletirmos sobre o amor, orarmos por amor e praticarmos o amor.

FONTE:

Anne M. Cetas

Nosso Andar Diário – Ministério RBC

quinta-feira, abril 15, 2010


O perigo básico da tela de TV não está tanto no comportamento que produz quanto no comportamento que impede.

Urie Bronfenbrenner


"Temos, porém, este tesouro em vasos de barro, para que a excelência do poder seja de Deus e não de nós".
2 Coríntios 4:7
O tesouro e os vasos

Dizem que o Império Romano funcionava à base de óleo de oliva. Ele era usado para cozinhar, em banhos, na medicina, nas cerimônias, nas lâmpadas e em cosméticos. Por décadas, o óleo de oliva do sul da Espanha foi levado para Roma em grandes jarros de barro chamados de ânforas. Não valia a pena mandar esses jarros de volta, eles eram descartados em um amontoado crescente de cacos conhecido como Monte Testáceo. Os fragmentos de um número estimado em 25 milhões de ânforas criaram aquela montanha feita pelo homem, que está hoje à margem do Rio Tiber em Roma. No mundo antigo, o valor desses vasos não estava na sua beleza, mas em seus conteúdos.

Os seguidores de Cristo no primeiro século compreenderam claramente a ilustração de Paulo sobre a vida de Jesus em cada cristão. “Temos, porém, este tesouro em vasos de barro, para que a excelência do poder seja de Deus e não de nós” (2 Coríntios 4:7).

Nossos corpos, são temporários como as ânforas, frágeis e descartáveis. Em nosso mundo moderno que valoriza altamente a beleza externa, seríamos sábios ao lembrar que o nosso maior tesouro está na vida de Jesus que habita em nós. Pela graça e poder de Deus, vivamos de modo a permitir que outros vejam Cristo em nós.

Somos apenas os vasos de barro, Jesus é o verdadeiro tesouro dentro de nós.

FONTE:David C. McCasland

Nosso Andar Diário – Ministério RBC


segunda-feira, abril 12, 2010


Quando odiamos os inimigos, nós lhes damos poder sobre nós, poder sobre o nosso sono, nosso apetite, nossa felicidade.
Eles dançariam de alegria se soubessem o quanto nos maltratam. Nosso ódio não lhes faz mal algum, mas transforma nossos dias num tormento infernal.

Dale Carnegie

Porque, todas as vezes que comerdes este pão e beberdes o cálice, anunciais a morte do Senhor, até que ele venha.
1 Coríntios 11:26

Um Memorial

O Taj Mahal na Índia é um mausoléu magnífico. Totalmente construído em mármore branco, foi encomendado pelo imperador Shah Jehan em memória de sua esposa que morreu repentinamente. Levaram 22 anos para terminá-lo. Anualmente milhares de turistas visitam este memorial para ver a grande estrutura que o imperador mongol mandou construir em memória da mulher amada.

Milhares de pessoas também se aglomeram em Jerusalém para visitar outro lugar – um túmulo que alguns dizem pode ter sido o local onde Jesus foi sepultado. Não importa o túmulo onde Ele ficou, Jesus o ocupou por apenas alguns dias. Ele está vazio há dois mil anos.

Jesus não precisa que construamos um memorial para Ele. Pelo contrário, Ele nos deu a Ceia do Senhor (comunhão) como um memorial para lembrá-lo. Na noite em que foi traído, Jesus tomou o pão e o cálice e agradeceu ao Pai antes de oferecê-los aos Seus discípulos (Lucas 22:14-21). Cada vez que compartilhamos desses elementos na igreja, devemos primeiramente examinar a nós mesmos e o nosso relacionamento com Deus (1 Coríntios 11:28). “Porque, todas as vezes que [comemos] este pão e [bebemos] o cálice…” nós devemos fazê-lo em memória daquele que amamos, até que Ele venha (1 Coríntios 11:25-26).

O Senhor nos deu um memorial permanente para nos lembrar do que Ele fez por nós.

FONTE:C. P. Hia

Nosso Andar Diário – Ministério RBC

sábado, abril 10, 2010


"… abaixo do céu não existe nenhum outro nome, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos".

Atos 4:12


Escolhas erradas


Era uma tarefa simples, mas estava além da minha capacidade. Um dos itens da lista de compras era soja. O problema era eu não saber que tipo de soja minha esposa, Susana, tinha em mente quando fez a lista. Após pesquisar nas gôndolas e pedir a ajuda de um funcionário que estava empilhando enlatados, peguei uma garrafa de molho de soja, coloquei no carrinho e segui em frente.


Só depois que descarreguei as sacolas em casa descobri que Susana não queria molho de soja. Ela queira leite de soja para nossa neta Eliana. Fui diligente em minha busca. Eu até mesmo pedi ajuda e confiante fiz a minha escolha na prateleira. Porém isto não resolveu o nosso problema. Levei o produto errado.


Infelizmente, algumas pessoas estão caminhando pelos supermercados da vida com a eternidade em suas listas, mas não estão obtendo o que precisam. Apesar de sua sinceridade e auxílio de outros, escolhem algo que não as levará à eternidade, pois encontram um evangelho diferente (2 Coríntios 11:4).

Jesus disse: “… Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim” (João 14:6). E Pedro declarou, “… abaixo do céu não existe nenhum outro nome, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos” (Atos 4:12). Confie em Jesus. Não escolha o evangelho errado.
Fonte: Mensagens que edificam

sexta-feira, abril 09, 2010


Embora o mundo esteja cheio de sofrimento, também está cheio de superações.

Helen Keller


"Pois tenho para mim que as aflições deste tempo presente não se podem comparar com a glória que em nós há de ser revelada". - Romanos 8:18


Lembro-me que assim que a minha caminhada com o Mestre começou, aconteceram algumas coisas diferentes do mar de rosas prometido: perdi meu emprego, com a falta de pagamento de minhas obrigações, meu nome ficou sujo na praça, fui despejado, dependi de doações de cesta básica de pessoas que nem imaginava, fui morar de favor.

Olho para este trecho de minha vida, mas o medo de não ter, de viver sem conseguir se bancar, não é algo que me causa medo, angustia ou insegurança. Aconteceu a tempestade, e o barco não foi a pique, embora muitas vezes pensei em levantar meu punho em riste contra o céu que me oprimia (não podia ser o inferno: me ensinaram que dizimistas como eu não passavam por apertos finaceiros. Ou Deus mentiu, ou quem me ensinou).

Passada essa tempestade, percebi o que havia para mim: do outro lado da tormenta havia aprendido a superar aquelas tribulações com demasiada tranquilidade. Era mais lúcido, firme, real, equilibrado.

Jamais poderia cantar - ou louvar - dizendo: "Deus! Te ordeno! Devolve aquele velho emprego que me fazia ser um ser humano pior! Restitui meu carro velho! Meu jogo de quarto! Traz de volta meu Atari e minhas chinelas de couro de bode"

Tudo que me foi tirado, privado, não caberiam no novo ser que estava sendo criado em mim(como jamais imaginei poder ser). Aquelas porcarias todas não podem mais me fazer ajoelhar e chorar sua perda. O que me faz ajoelhar hoje é mais que digno de tal ação.

O interesse do Mestre não é restituir valores e contas bancárias. É colocar-nos na trilha dos valores realmente importantes.

quinta-feira, abril 08, 2010


A felicidade não é uma estação aonde você chega, mas uma maneira de viajar.

Margaret Lee Runbeck


"Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe; e sim unicamente a que for boa para edificação…"

Efésios 4:29


Purifique o ambiente


A poluição é um problema frustrante! Todos sofrem com ela, no entanto, todos contribuem para que ela aumente.

A poluição apresenta-se de diversas formas, mas um tipo é frequentemente ignorado. Charles Swindoll a chama de poluição verbal espalhada pelos murmuradores, reclamadores e críticos. Swindoll escreve que, “O veneno do pessimismo cria uma atmosfera de completo negativismo onde se enfatiza somente o lado ruim”.

Um grupo de amigos cristãos começou a se preocupar com esta forma de poluição e a parte de cada um deles nisso. Fizeram então, um pacto para evitar palavras de crítica por uma semana inteira. Ficaram surpresos quando descobriram como falaram pouco! Conforme continuavam com a experiência, tiveram que reaprender as habilidades de comunicação.

Paulo conclamou aos cristãos a esse tipo de atitude decisiva. Ele disse que devemos nos despojar do velho homem e de sua conduta que entristece o Espírito Santo (Efésios 4:22,30) e revestir-nos do novo homem que encoraja os outros (Efésios 4:24). Ao dependermos da ajuda do Espírito (Gálatas 5:16), podemos fazer essas mudanças em nossa conduta, nosso pensamento e nossas palavras.

Se quisermos nos livrar da poluição verbal, precisaremos mudar e pedir que Deus nos ajude. É uma boa forma de começarmos a purificar o nosso ambiente espiritual.

FONTE:

Joanie E. Yoder

Nosso Andar Diário – Ministério RBC

PODERÁ GOSTAR TAMBÉM DE:

Related Posts with Thumbnails